sábado, 27 de junho de 2020

Amor e Astrologia através de Vênus


Vênus, o planeta associado a romance, harmonia e estética, deixou seu movimento retrógrado no dia 25 de junho. :) E isso significa que as portas se abriram novamente para o Amor se manifestar no mundo sem tanta necessidade de contratempos e barulhos.


Desde 13 de maio Vênus andava na contramão com a Terra e vinha nos exigindo encarar áreas da vida onde não estávamos mais nos valorizando e onde a grosseria havia se tornado normal. 


Talvez em um relacionamento de amizade, talvez entre parcerias funcionários e chefias, quem sabe nos relacionamentos familiares e íntimos.  

E onde será que ainda está faltando gentilezas e cumplicidade?

Vamos sentir agora que chegou a hora de colocar os pingos nos ‘is’ – ou seja, de posicionar-se, e por favor, sem nenhuma grosseria, para mudar tudo o que não traz harmonia e bem-estar pessoal.

Precisamos parar com os posicionamentos de vítima, parar de tolerar situações que não vibram os nossos valores mais elevados no mundo. 

Agora é tempo para exercitar o Amor em todas as situações e para todas as pessoas, especialmente naqueles momentos onde parece que o que existe é exatamente o oposto de amor, e principalmente para aquelas pessoas que não conseguem, de maneira alguma, expressar o seu amor. 

Como assim, amar alguém que nos agride?


De acordo com os ensinamentos do livro Um Curso em Milagres, tudo o que acontece está baseado no amor... ou vivenciamos uma expressão de amor ou o que se manifesta é um grito por amor.

Então, quando alguém nos magoa, quando percebemos equívocos de comportamento, estamos na verdade com oportunidades à disposição para perdoar, reverberar amor e transformar o barulho em luz.

Mas o que é Amar, mesmo?

Podemos dizer que Amar é Libertar? Sim, podemos entender claramente que amar não combina com aprisionamento ou com pressão.

Será que estamos prontos para amar? Amar de verdade, amar corajosamente a ponto de dar total liberdade para o outro agir como ele sente que deve agir?

Amar tanto a ponto de conseguir Libertar a pessoa, ou a situação que parece confusa, libertar memórias e ressentimentos.

Soltar julgamentos, abrir mão de expectativas, de padrões de comportamento, libertar-se de regras sociais! Amar sem exigir nada do outro?

Uau, quanta Coragem precisamos para Amar! 

Isso tudo posto, podemos concluir que Amar anda junto com Respeito e Liberdade.

Ops, atenção aí, porque para Amar plenamente eu preciso me Amar primeiro, me Respeitar primeiro e me Libertar primeiro – e algumas vezes isso não é tão fácil assim – então, quem sabe eu preciso exercitar o Auto Perdão e a Auto Aceitação, primeiro?

Não é possível se amar e amar de verdade a outra pessoa se existirem crenças de não merecimento reverberando junto. Bem simples assim!

O que será preciso para eu merecer uma vida feliz, uma vida tranquila. Será que eu mereço fazer parte da vida de uma outra pessoa, mereço ser amada?

Quem sabe um ótimo exercício para exercitar o Amar de Verdade possa ser por eu me olhar no espelho e me Amar primeiro?

Olhar no espelho e me aceitar, de verdade, 100%, completamente, sem nenhuma crítica, absolutamente nenhum julgamento. Olhar no espelho e gostar do que eu estou vendo.

Aí sim, eu poderei olhar o outro no olho, olhar a situação de frente e expressar todo o meu Amor, todo o meu Respeito. 

Exercitar inclusive a Liberdade de escolher ficar junto ou optar, com muito Amor, dar um passo adiante e mudar a rota.

Estamos em tempo de amar, e não há nada com que se preocupar, nada será perdido com um posicionamento ou decisão pessoal, mesmo se sentirmos que isso poderá gerar controvérsias, porque o Amor sempre manifesta a Luz no mundo. 

Façamos um brinde agora, brindemos a uma vida mais sublime e que precisa somente da permissão pessoal para se manifestar a nossa volta!

Aqui é a Lucy Strada – e o meu desejo é que a Luz se manifeste no mundo


Previsões Astrológicas para 2020

Em 2020 todas as estruturas serão testadas a exercitar  o Poder! - poder Escolher uma vida mais Plena - poder decidir com mais Lucid...